Steve Grimmett's Grim Reaper 02/06/18 Mineiro Bar - Pt.2

By Gustavo Scafuro - junho 12, 2018


Depois da confusão com a policia no dia anterior (leia aqui), confesso que fiquei receoso de que o show não pudesse ser realizado normalmente como prometido pela organização do evento, mesmo que contando com o respaldo do dono do bar e dos músicos em questão. A promessa era de que a partir das 20h30 de Sábado, Steve Grimmett's Grim Reaper cumpriria com o show aos pagantes da noite anterior, mas desta vez sem bandas de abertura, para azar do grupo paulista Sweet Danger que ficou de fora do cartaz. Enfim, lá fui eu mais uma vez ao Mineiro Rock Bar em Osasco para conferir o show de um dos meus ídolos de adolescência.

Steve Grimmett
Cheguei ao local e encontrei um Mineiro Bar tão cheio como no dia anterior, sinal de que o público compreendeu a situação e voltou para conferir o regresso do "ceifador" a São Paulo. Steve Grimmett e banda já se encontravam em palco tocando a faixa título do clássico Rock You To Hell, ao qual seguiu-se "Night of the Vampire" e "Lust For Freedom", a trinca que abre o terceiro trabalho de estúdio do Grim Reaper. Em palco o vocalista britânico contava com Ian Nash (ex-Lionheart), guitarrista de seu projeto solo desde 2006, e ainda a eficaz "cozinha" brasileira com Thiago Velásquez (ex-Statik Majik) no baixo e Braulio Drumond (Siriun) na bateria, a dupla que também acompanha a cantora norte-americana Leather Leone (ex-Chastain) ao vivo.

Ian Nash
Na sequência o grupo executou "Dead on Arrival" a primeira da noite dedicada ao debut See You in Hell que o grupo havia prometido tocar na íntegra, afinal esta tour sul-americana era dedicada ao 35º aniversário deste clássico do Grim Reaper. Ainda nesta fase inicial do show senti que Steve apresentava alguns sinais de cansaço, e já no final de "Liar" o cantor reclama (com bom humor) do calor na sala, e se senta pela primeira vez em sua cadeira de rodas. Na sequência tocam mais 3 do mesmo álbum, já com o músico de pé e sempre apoiado em sua bengala, companheira de guerra desde a amputação de sua perna no ano passado. A movimentação dos músicos no pequeno palco já é por si só limitada, então não dá para exigir muito de alguém com necessidades especiais. Steve compensava com simpatia, sempre agradecendo aos aplausos da plateia ao final de cada tema.

Steve Grimmett
O show seguiu com "Walking in the Shadows", faixa título do álbum do regresso do Grim Reaper, que foi muito bem recebida pelo público. O material novo lançado é muito bom, bem melhor produzido que a trinca de álbuns lançada na década de 80, mas no geral segue a mesma linha que o popularizou, ou seja, um heavy metal melódico simples e orelhudo. Na sequência tivemos "Fear No Evil", a faixa título de seu segundo trabalho de estúdio, e uma das mais esperadas por mim, afinal foi com esse álbum que conheci a banda em 1985. Pena que foi a única que tocaram desse álbum, mas não dá para reclamar, e saudosismos a parte, foi ótimo poder ouvi-la ao vivo. O som da guitarra não estava dos melhores, faltava clareza e volume, especialmente nos solos, mas isso não impediu de seguirem em frente com mais duas do último álbum, as ótimas "Call Me in the Morning" e "Temptation".

Ian Nash
Na sequência tocaram mais duas do álbum Rock You To Hell, com destaque para a energética "Rock Me 'Till I Die", e mais duas do álbum See You in Hell, com destaque para a balada "The Show Must Go On". Apesar da simplicidade, foi cantada com muito sentimento por Steve, alguém que já passou por muitas provações na vida, e que mesmo assim continua firme e forte em prol do rock'n'roll. Já na reta final do espetáculo houve tempo para homenagear o mestre Ronnie James Dio com o cover de "Don't Talk To Strangers", cantada em uníssono pelo público presente. Sem abandonar o palco, mas já em jeito de encore, Steve anuncia as duas últimas canções da noite, a bluesy "Waysted Love" e seu mais famoso hit "See You in Hell", provavelmente o tema mais aguardado da noite. Não sei se nos encontraremos novamente no inferno, mas pelo menos aqui no "inferninho" de Osasco o encontro valeu a pena. Obrigado Steve, você é um exemplo de resiliência e perseverança na cena heavy metal mundial!

Steve Grimmett's Grim Reaper
Fica aqui também o registro para o discurso inflamado de Jean Praelii, um dos promotores envolvidos na organização do evento, que em jeito de desabafo agradeceu a compreensão de todos os envolvidos. Cancelar (ou no caso adiar) um show de um artista estrangeiro sempre causa transtornos e prejuízos para todos os envolvidos. Mesmo assim, com o apoio do dono do estabelecimento, de equipe de produção, dos músicos do projeto Steve Grimmett's Grim Reaper, e em especial com o significativo comportamento do público que teve que se reprogramar, o espetáculo aconteceu e foi bom demais!

Jean Praelii
SEE YOU IN HELL - 35TH CELEBRATE TOUR

Setlist

Wings of Angels
Rock You To Hell
Night of the Vampire
Lust For Freedom
Dead on Arrival
Liar
Wrath of the Ripper
All Hell Let Loose
Now or Never
Walking in the Shadows
Fear No Evil
Call Me in the Morning
Temptation
Suck it and See
Rock Me 'Till I Die
Run For Your Life
The Show Must Go On
Don't Talk to Strangers
Waysted Love
See You in Hell

Texto e Fotos: Gustavo Scafuro
Organização: Praelii Produções

  • Share:

You Might Also Like

0 comments