Ozzy Osbourne 13/05/18 Allianz Parque

By Gustavo Scafuro - maio 30, 2018



Mesmo já tendo se despedido algumas vezes dos fãs brasileiros, no dia 13 de maio, Ozzy Osbourne mais uma vez brindou o público paulista com um clássico e memorável concerto. Segundo a produção do evento, quarenta e três mil pessoas lotaram o Allianz Parque para celebrar com Mr. Madman. Pontualmente às 21:30 imagens em um imenso telão mostravam o príncipe das trevas ainda criança em uma linha cronológica até os dias atuais. Riffs diversos conhecidos ao longo de sua carreira de 50 anos aqueciam o público antes dos primeiros acordes de "Bark at the Moon". Na sequência soaram nos teclados de Adam Wakeman, os sombrios acordes de "Mr. Crowley" para delírio geral do público. Em clima de comemoração "I Don’t Know" veio provar que a voz de Ozzy estava em forma, sobrando disposição para lançar baldes d’água na galera e ainda abaixar as calças por uns segundos antes que o telão pudesse registrar. Um dos pontos altos da noite veio a seguir com "Fairies Wear Boots" do Black Sabbath, com o baixista Blasko e o baterita Clufetos nos remetendo  diretamente a 1970, ano de lançamento de Paranoid. Ozzy está muito bem acompanhado com sua banda e claro, com o retorno do guitarrista Zakk Wylde, que logo destilaria os famosos riffs de "Suicide Solution". "No More Tears" e a belíssima "Road to Nowhere" encantaram o estádio mais uma vez. Na sequência a sempre presente "War Pigs" em uma versão mais longa com direito a solo de Zakk e medley com "Miracle Man", "Crazy Baby", "Desire" e "Perry Mason".

Foto: Ross Halfin (Divulgação)
Enquanto provavelmente Ozzy descansava um pouco, Zakk aproveitou para tomar o palco e fritar seus dedos nas seis cordas de sua Les Paul, chegando pertinho dos fãs mais eufóricos que ocupavam as primeiras filas da pista. Agora era vez de Clufetos estraçalhar suas baquetas em um grande solo, eu diria, bem Sabbathiano. Ozzy volta correndo ao palco com "Flying High Again" a única executada do álbum Diary of a Madman. Seguem a melódica "Shot in the Dark", "I don’t Wanna Change the World" e a esperada "Crazy Train". Após um pequeno intervalo a voz do Madman chama o coro "olê olêolêolê Ozzê Ozzê" para em clima do dia das mães tocar a lindíssima "Mama I’m Coming Home" que Ozzy escreveu junto com Lemmy do Motörhead. E então "Paranoid" tradicionalmente veio para encerrar a noite. Em um clima de despedida, alegria e saudades, o estádio foi acendendo suas luzes ao som de "Changes" do Black Sabbath cantada por todos visivelmente emocionados. Aposentando-se ou não, Ozzy Osbourne mais uma vez nos fez lembrar porque não perde o trono de ser um dos frontmen mais importantes da história do rock’n’roll! Let’s go Crazy!

Ozzy Osbourne

Setlist

Bark at the Moon
Mr. Crowley
I Don’t Know
Fairies Wear Boots
Suicide Solution
No More Tears
Road to Nowhere
War Pigs
Miracle Man / Crazy Babies / Desire / Perry Mason
Flying High Again
Shot in the Dark
I Don’t Want to Change the World
Crazy Train
Mama, I’m Coming Home
Paranoid


Texto e Foto: Alexandre Barretti

  • Share:

You Might Also Like

0 comments